14 de mar de 2013

Capitulo 16 - Be Alright


Enfim, fim de semana, esses dias que eu passei com Justin tinham sido incríveis, agora mais do que nunca tenho certeza que estou realmente gostando dele, não so por sua beleza mas pelo garoto fofo e carinhoso que ele é. Estávamos dormindo, Justin estava com seus braços em minha cintura, tirei lentamente e me levantei da cama, ele estava tão fofo dormindo que eu não queria acorda- ló, fui até o banheiro e fiz minha higiene, desci para a cozinha e fui preparar algo pra mim e pro Justin comer, não sou uma ótima cozinha, mas sei fazer ótimos waffles, fui para a cozinha e comecei a pegar os ingredientes para fazer [...] estava terminando de arrumar a mesa quando cinto braços envolvendo minha cintura, ele depositou um beijo em meu pescoço que me fez arrepiar, senti seu perfume, seu cheiro era inconfundível
- bom dia Justin - disse largando o que  segurava na mesa e me virei de frente pra ele
- bom dia Hannah - ele diz me dando um selinho demorado - esse cheiro está ótimo sabia?
- sabia sim - falei rindo - mas senta ai que hoje meu dia será muito corrido - falei me soltando dele
- o que tem de tão especial hoje?
- bem tem o desfile da minha mãe, ai tem a festa e depois tem a festa da menina da escola
- não sei por que faz tanta questão de ir nessa festa
- Justin ela quer muito que a gente vá, e eu acho legal - eu disse - mas não era hoje que você iria se declarar para sua amada
- era - ele disse - mas você quer ir a essa festa
- Justin me desculpa, faz assim, eu fico na festa e você vai se declarar pra ela
- não te deixarei sozinha lá, todos os garotos darão em cima de você - ele disse um pouco bravo
- e o que, que tem? não somos namorados eu posso ficar com quem eu quiser e você o mesmo
- mas estamos ficando - ele disse me olhando sério
- mas não é nada sério, você mesmo disse
- quer dizer que enquanto você esta ficando com um você ficou com vários?
- eu não disse isso Justin, mas cara, você vai ir encontrar a tua garota e eu terei que ficar sozinha por que eu não posso ficar com ninguém e você sim
- quer saber - disse Justin - não iria me declarar hoje, irei nessa porra dessa festa e ficarei com você lá
- sério mesmo? você não irá falar com a garota que  você gosta pra ir na festa comigo pra ver se eu não fico com ninguém
- sim - ele disse me olhando - se você for pra ficar com alguém naquela festa será comigo
- lembra que falamos que não iríamos nos beijar na frente dos outros
- ah Hannah qual é... o que que tem? tem vergonha de mim
- acha mesmo que eu teria vergonha do garoto mais popular da escola? - falei rindo - Justin não quero que o pessoal fique comentando sobre uma coisa que não existe, a gente fica, mas fica por diversão, não é nada sério
- quer dizer que pra você não passa de diversão ficar comigo?
- por que? com você é diferente, Justin não venha querer me julgar por que não sou eu que tenho fama de galinha na escola né
- posso até ter a fama, mas você sabe como eu sou, se eu tivesse mesmo fama de galinha eu estaria com você e mais algumas garotas, mas estou ficando só com você, se você prefere acreditar no que os outros falam acredite, mas também esqueça que alguma vez na vida a gente foi amigo - ele disse se retirando bravo na mesa
- merda - disse a mim mesma, eu acabo de perder todas as minhas chances que eu teria com ele, mas também eu e minha boca grande, eu deveria pedir desculpas mas meu orgulho como sempre fala mais alto, limpei a mesa e fui até seu quarto, ele estava deitado na sua cama assistindo tv, fui até seu banheiro e tirei minhas coisas que estava lá, guardei na minha mala, fiz a mesma coisa com as roupas que estava jogadas pelo quarto, peguei um vestido e fui ao banheiro, coloquei ele e escovei meus dentes, sai do banheiro e peguei minha mala - vai ir ainda no desfile da minha mãe?
- não sei - ele disse seco, com toda a certeza ela tinha ficado bravo, ele nem se quer me olhou na cara
- ta bom - disse - estou indo embora, até mais - falei me virando esperando que ele pedisse pra mim ficar ou que pelo menos desse tchau, mas não foi isso que aconteceu ele não vou nada, nada. Fui até meu carro e coloquei as malas dentro dele, dei uma ultima olhada para a sacada do seu quarto na expectativa que ele estivesse ali, mas ele não estava, entrei no meu carro e dei a partida.
[...]
- ele é um idiota - disse a Emily pelo telefone
- talvez ele goste de você 
- ele gostar de mim? acho impossível ele ta afim de uma outra garota, ia até se declarar pra ela hoje, mas ele não quer me deixar sozinho na festa
to falando ele gosta de você
- ele é possessivo isso sim - eu disse - mas mudando de assunto confirmado vocês irem no desfile?
- claro que sim, mas não iremos na sua casa, iremos direto
- sério que terei que ir sozinha? - digo decepcionada, não queria chegar sozinha lá
claro que não né, Justin não vai com você?
- depois da nossa discussão duvido muito
mas eu acho que vocês devem namorar
- eu até tava pensando no que te responder, mas sei que será uma perda de tempo - disse rindo
nossa - ela falou 
- mas vou desligar, tenho que ver com que roupa vou, e arranjar minha carona
- ta, até depois Hannah
- até
Desliguei meu celular e tomei um banho, não muito demorado, mas o suficiente para relaxar, terminei meu banho e me sequei, coloquei uma lingerie e fui arrumar meu cabelo, sequei ele e deixei ele solto e liso, fiz uma make básica e fui ver com que roupa eu iria, eu tinha pedido durante a semana para minha mãe para ela deixar separados vestidos que ficariam legais de eu ir, fui até a parte dos vestidos e vi que haviam alguns vestidos novos, mas um deles me chamou muito a atenção, ele era preto, curto e tinha um decote MARAVILHOSO (imagem ), coloquei um sapato preto e fui para a frente do espelho, até que estava bonita, ouvi meu celular tocar avisando que havia chegado uma mensagem, fui até minha cama e peguei ele, olhei era uma mensagem do Justin
"Chego na sua casa em cinco minutos, espero que esteja pronta"
- mais grosso impossível - disse a mim mesma, peguei minha bolsa e coloquei meu celular dentro, passei meu perfume favorito e desci até a sala, a casa estava completamente vazia, meus pais já tinham ido ao desfile, ouvi Justin buzinar, abri a porta e fui caminhando até o carro, ele estava com uma ferrari branca, ele nem teve a capacidade de sair de dentro do carro... com certeza ele esta bravo comigo, entrei no carro e ele deu a partida, Justin dirigia e não olhavam pra mim e nem falava nada, aquilo estava me matando, mas ele que  foi infantil em brigar comigo, ema alguns minutos chegamos ao desfile.
[...]
- mãe estava tudo perfeito - digo abraçando ela
- obrigada filha, gostei de você vim e trazer seu namorado - ela diz olhando pro Justin
- ele não é meu namorado mãe - eu disse e Justin mexia em seu iphone (roupa)
- ta, ta - ela disse rindo 
- ei Ashley podemos tirar uma foto de toda a família?
- claro - minha mãe disse sorrindo, fiquei no meio dos meus pais e vários fotógrafos começaram a fotografar
- agora queremos uma foto do casal - disse um dos fotógrafos, sai do meio dos meus pais e ele tirou algumas fotos - agora do ouro casal - ele falou olhando pra mim
- que casal? - perguntei séria
- você e ele - ele apontou para o Justin que mexia no celular
- não - disse rindo - não somos namorados, ele é meu amigo
- mesmo assim, queremos uma foto de vocês juntos - Justin guardou o celular no bolso e veio do meu lado, passou seu braço por minha cintura e sorrimos para as fotos
- obrigada - eles disseram
- mãe não vou poder ficar, tenho uma festa pra ir - eu disse
- tudo bem filha, nem eu ficarei muito tempo, só vou recepcionar os convidados e vou embora
- ta - eu disse - depois eu vou pra casa - beijei sua bochecha e do meu pai
- ok filha - falou meu pai
Eu e Justin fomos caminhando até o estacionamento, ele não tinha trocado nenhuma palavra comigo, entremos em seu carro e demos a partida, não precisaria passar o endereço a Justin por que eu tinha falado para ele a alguns dias atrás, em menos de meia hora chegamos a casa, tinha alguns carros na frente e a música estava alta, descemos do carro e entremos, Justin na frente e eu atrás, fomos até os fundos onde rolava a festa, cheguemos lá e estava mais animada do que eu imaginava, bastante alunos populares da escola, Gabi a dona da festa usava um micro vestido,  bem diferente do que ela usava na escola, os garotos estavam todos em cima dela, ela dançava e rebolava de uma forma sensual, fui ao pequeno bar e peguei uma cerveja, fiquei ali sentada bebendo, até um garoto aparecer do meu lado, ele tinha olhos azuis e cabelos pretos
- oi - ele disse
- oi
- então você é Hannah não é? - ele perguntou
- como sabe?
- minha prima não parava de falar você e de um tal de Justin, provavelmente aquele loiro
- é, é ele sim... você é primo da Gabi? - perguntei enquanto bebia mais um gole de cerveja
- sim - ele falou - cheguei ontem de Londres
- Londres é lindo - falei ao lembrar das minhas férias que havia passado lá
- lá é lindo mesmo... mas não quando você - ele disse
- ahh não - falei rindo - isso é tão clichê 
- eu sei, mas não tinha como te chamar de linda se não fosse assim
- haha tudo bem, mas sem essas coisas muito clichês comigo
- tudo bem - ele falou sorrindo
[...]
Já passava das duas da manhã, a festa ainda continuava e todos estavam mais animados do que antes, Justin estava conversando com aquela puta da Melanie , ele dizia coisas no ouvido dele e ele sorria e beija o pescoço dela, Justin não tinha bebido então ele que não colocasse a culpa na bebida quando eu brigasse com ele, Melanie puxou ele para o meio da pista e começou a se esfregar nele, aquilo estava me matando, eu queria lá e bater naquela vadia
- seu namorado? - diz Logan primo de Gabi
- não... é só um idiota - eu falei
- você parece não gostar dele com a garota
- não é isso, mas ela é uma vadia e Justin é idiota
- é ele parece ser bem idiota mesmo, mas todas as garotas morrem de amores por ele, inclusive você
- eu nada - disse séria
Voltei a olhar pra Justin e lá estava ele com aquela vadia, ela estava com as mãos ao redor do pescoço dele e ele estava com as mãos na bunda dela, ela foi até o pescoço dele e começou a beijar, aquilo estava me dando nojo, levantei dali e fui até eles e empurrei Melanie 
- ei garota qual é a tua - Melania disse brava
- qual é a minha? você vai ver - disse me virando para Justin e beijando ele, Justin logo de início cedeu ao beijo, suas mãos foram para a minha cintura e minhas mãos brincava com seu cabelo. Agora era só eu e ele, mil pensamentos passavam pela minha cabeça, não sabia se era o certo a fazer, mas quer saber FODA-SE chega de seguir as regras agora é hora de eu criar minhas próprias regras, começando a conquistar e ter Justin pra mim, só para mim. Encerramos o beijo com alguns selinhos
- você não me disse que iríamos ficar juntos hoje? – falei fazendo uma cara de coitada
- desculpa – ele falou perto dos meus lábios – esqueci de te dizer – ele se aproximou do meu ouvido – você está linda – e logo em seguida mordeu minha bochecha fazendo eu rir
- bobo – eu disse – vem – eu disse saindo da pista de dança e puxando ele para umas cadeiras que tinham ali, ele se sentou e me puxou fazendo eu me sentar em seu colo – posso saber por que o senhor estava se agarrando com aquela vadia?
- queria ver você com ciúmes – ele falou rindo
- idiota, você sabe como eu odeio ela e faz de propósito né
- desculpa – ele falou me abraçando mais forte minha cintura – dorme lá em casa hoje?
- não sei – falei – o que eu ganho com isso?
- quantos beijos você quiser
- é uma oferta tentadora – falei rindo
Justin começou a beijar meu pescoço – por favor, vamos
- ta, ta – falei rindo e logo em seguida dando um selinho nele – vamos embora, to com sono
- tudo bem – Justin beijou minha bochecha, levantei e arrumei meu vestido, Justin pegou na minha e entrelaçou nossos dedos, sorri ao ver nossas mãos dadas, fomos caminhando até Gabi
- Gabi a festa estava ótima, mas estamos cansados – falei pra ela
- mas já, e você Justin nem pudemos conversar – ela disse passando a mão em seu peitoral, Gabi não estava bêbada então dava pra ter certeza que ela sabia o que estava fazendo
- haha Gabi querida – disse tirando a mão dela e ficando na frente do Justin – estamos indo, obrigada pelo convite, mas está tarde né AMOR? – falei pro Justin
- claro amor, obrigada Gabi – ele falou sorrindo
- beleza – ela disse e nos deu as costas, essa menina é muito estranha, fui caminhando na frente do Justin, eu tinha soltado da mão, estava puta da cara por ele não ter tirado a mão da menina, cheguei até o carro e esperei ele destravar as portas, mas ele veio até mim e me prendeu contra o carro, suas mãos ficaram em minha cintura
- o que aconteceu? – ele disse sério
- nada – falei olhando pra baixa
- olha pra mim – ergui minha cabeça e fiquei olhando pra ele – agora me diz o que aconteceu?
- a Gabi ali passando a mão em você e você só tava sorrindo pra ela
- será que alguém ta com ciúmes?
- claro né – eu disse e Justin sorriu – ela não percebeu que a gente ta ficando?
- own que fofa você – ele disse beijando a ponta do meu nariz – prometo que não daria bola nem pra ela e nem pra nenhuma garota quando a gente estiver juntos
- é bom esmo – falei
- e mais uma coisa, amei você me chamando de amor – fiquei morrendo de vergonha, nem tinha notado que eu tinha chamado ele de amor, abracei ele e Justin percebeu que eu tinha ficado com vergonha – vamos embora, ta ficando frio
- ta – Justin me deu um selinho e me soltou, ele destravou as portas e agente entrou no carro.

4 de mar de 2013

Capitulo 15 - Be Alright


Acordei com meu celular tocando, peguei ele e desliguei, senti um braço em minha cintura, olhei para trás e vi Justin, ele dormia feia um bebê, não era um sonho, eu tinha dormido de conchinha com o Justin, eu nunca tinha dormido tão bem em toda a minha vida, não estava cansada e nem com preguiça estava feliz, muito feliz, vendo Justin dormindo não estava tendo coragem de acordá-lo, mas tínhamos que ir para a aula
- Jus - disse mexendo em seu braço, mas ele não se mexeu - Justin acorda - disse agora um pouco mais alto
- me deixa dormir - ele se agarrou mais a minha cintura
- Justin temos aula, levanta logo - falei empurrando ele 
- ah Hannah ta tão bom aqui
- mas precisamos ir para a aula - disse
- ta - ele me soltou - bom dia Hannah - ele disse com os olhos inchados ainda
- bom dia Jus - disse e dei um beijo e sua bochecha, levantei da cama e fui ao banheiro, fiz minhas higienes e coloquei minha roupa que havia separado na noite anterior (imagem) fiz uma make básica e passei meu perfume, sai do quarto e Justin não estava ali, vi a porta do seu closet aberto, notei que ele estava só de cueca enquanto procurava a roupa que iria vestir, não queria atrapalhar, então peguei minha bolsa e desci até a sala, aquela casa estava silenciosa parecia só estar eu e Justin, fiquei esperando mais alguns minutos até ver Justin descer
- não tem empregados? - perguntei
- tem, mas eles foram dispensados... por que a princesinha não fica sem seus empregados? - disse ele debochando de mim
- idiota - falei empurrando ele - sei lá, é que a casa está tão silenciosa
- entendi, mas então quer parar pra tomar café?
- pra falar a verdade não - disse e ele sorriu - quero ir direto pro colégio, mas se quiser parar pra comer pode parar
- tudo bem, vamos direto - ele disse me dando passagem, sai pela porta e fomos até seu carro, entremos e Justin deu a partida, liguei o rádio e tocava uma música da Katy Perry - Firework, eu gostava bastante dessa música
- então como dormiu? - perguntou Justin sorrindo
- bem e você? - perguntei
- melhor impossível... posso fazer uma comparação?
- não queria, mas quero saber qual é, então faça - falei rindo
- curiosa - ele disse rindo - então é assim, você é a única garota que dormi até hoje que dorme com um cheiro e acorda com o mesmo cheiro
- mas é bom pelo menos? - perguntei
- o melhor cheiro de todos, é um cheiro doce, gostoso de sentir, assim como seus lábios - disse ele olhando pra mim
- a última vez que você falou sobre meus lábios eu acabei em cima de você - disse rindo e Justin riu junto 
- vai dizer que não gostou então?
- gostei - disse rindo - mas sei lá, você gosta de outra garota acho isso errado
- tudo bem, tentarei me controlar, mas não prometo nada
- mas falando na sua garota, quando irá se declarar pra ela?
- esse final de semana
- me prometa que assim que você se declarar pra ela você me liga
- eu prometo 
Logo chegamos a escola, Justin estacionou o carro e descemos, todos ficaram olhando, Justin passou seu braço por meu ombro 
- gosta de ser o centro das atenções
- principalmente quando estou com você - ele disse rindo e logo em seguida dando um beijo em minha bochecha
[....]
Estava no corredor pegando meus livros, quando uma garota me para, ela parecia nervosa
- oi - disse gentil
- oi - ela disse toda envergonhada, ela era da minha altura, morena, usava um shorts, uma blusa não muito colada e um colete jeans por cima, nos pés usava uma sapatilha, bem bonitinha
- então? - perguntei
- queria fazer um convite a você 
- fale - digo fechando meu armário
- queria convidar você para minha festa de 18 nesse final de semana - disse me entregando um convite
- tudo bem, talvez eu vá - falei enquanto colocava o convite na minha bolsa
- será que você podia levar o Justin, acho ele lindo, mas não tenho coragem de falar com ele, mas já que soube que você é a nova namorada dele
- não sou namorada dele - disse rindo - mas eu falo com ele sim, pode deixar - falei piscando pra ela
- obrigada, muito obrigada - ela disse saindo dali, parecia estar feliz por Justin ir a festa dela
[...]
- ah Justin, qual é? a menina quase morreu perguntando pra mim, vamos, será legal
- não Hannah, eu nem conheço a garota e com certeza só terá nerds lá
- leve seus amigos, tenho certeza que ela ficaria feliz em você ir
- em eu ir? você não vai - ele falou me olhando sério
- a festa é sábado e eu tenho o desfile da minha mãe
- mas a festa é a noite, podemos ir, isso inclui você
- ah Justin
- não tem nada disso, se eu for você também ai, se você não for eu não vou ir e ponto final
- ta eu vou idiota - disse batendo em seu braço - como vai os preparativos de sua declaração?
- acontecerá sábado a noite
- seguiu meus conselhos das estrelas né
- ela ama as estrelas, principalmente dormir vendo as estrelas
- ela tem bom gosto, não tem nada melhor - disse me deitando em seu colo
- o que podemos fazer agora? - falou Justin enquanto mexia no meu cabelo
- continue massageando meu cabelo que está ótimo - disse fechando os olhos
- tenho outra ideia - ele falou, abri meus olhos
- qual?
- que tal aproveita e fazermos o que estávamos fazendo ontem a noite 
- filme e pizza? - perguntei
- depois - ele falou me olhando nos olhos
- se beijar? - perguntei
- é - ele disse todo envergonhado, achei a cena mais fofa do mundo, sua bochechas coraram um pouco
- haha não - falei rindo - aquelas vezes aconteceram meio que ao natural por que rolou um clima e tals, seria estranho tipo a gente se beijar agora do nada entende - digo me ajeitando no sofá
- mas podemos criar um clima - ele disse entrelaçando nossos dedos - ah qual é Hannah, sei que você gosta tanto quanto eu
- não sei se é uma boa ideia - disse pensativa, eu queria muito beijar ele, mas seria meio estranho e eu não queria ser mais uma de suas ficantes
- Hannah estilo amizade colorida - ele disse me olhando nos olhos - só hoje
- é estranho
- vamos tentar, se a gente não conseguir a gente para tudo bem?
- ta, ta - disse sorrindo e Justin abriu um sorriso
- posso te beijar então?
- pode 
Justin me puxou fazendo com que eu me sentasse em seu colo, entrelacei minhas pernas em sua cintura, passei meus braços em volta de seu pescoço e ele colocou suas mãos em minha cintura, Justin fechou seus olhos e foi se aproximando lentamente de mim, ele fez um biquinho muito fofo que eu tive que rir
- desculpa Justin - disse rindo - é que você fez um biquinho tão fofinho que não me contive e tive que rir
- ah Hannah eu aqui louco pra te beijar e você fica de gracinha - ele diz fazendo uma careta
- own que lindo você, quer dizer que estava louco pra me beijar?
- sim - ele falou
- bom saber - eu disse, me curvei até seu pescoço e dei alguns beijinhos - gosta disso? - perguntei e Justin soltou um sim abafado, comecei a distribuir beijinhos e mordidinhas por seu pescoço, subi até seus lábios e dei um longo selinho, até Justin abrir sua boca e iniciarmos um beijo, o beijo começou calmo, mas começou a ficar intenso,suas mãos começaram a caminhar pelo meu corpo, enquanto as minhas bagunçavam seu cabelo, o clima estava esquentando, Justin tirou minha blusa em um movimento rápido, me deitou no sofá e continuo a me beijar, ajudei ele a tirar sua camiseta e pela primeira vez toquei naquele abdômen definido, era a melhor sensação de todas, tinha realizado um dos meus desejos com Justin, Justin parou de me beijar e começou a distribuir beijinhos pelo meu pescoço ele foi descendo cada vez mais, chegou em meus peitos e beijo eles, ainda cobertos pelo sutiã, ele desceu um pouco mais e beijo minha barriga, ele foi até meu shorts e foi abrir ele, mas eu puxei ele para cima e comecei a beijar ele de volta, estávamos ofegantes então fui encerrando o beijo com alguns selinhos
- isso ta bom demais - disse - mas não pode passar de beijos
- por que?
- por que não somos namorados né - falei dando um selinho nele
- te entendo - ele falou - mas beijos e algumas mãos bobas pode né? - ele perguntou com a maior cara de safado
- pode sim - falei sorrindo e ele voltou a me beijar

24 de fev de 2013

Capitulo 14 - Be Alright


Levantei da cama com um pouco de preguiça, caminhei até meu banheiro e fiz minhas higienes, fui ao meu closet e peguei as primeiras roupas que vi na frente (imagem) coloquei uma sapatilha colorida para dar uma descontraída no look, peguei minha bolsa e fui direto a garagem se eu ficasse na cozinha com certeza desistiria de ir para a aula, fui até a garagem e entrei em meu carro, liguei o rádio e estava tocando uma música sobre amor não correspondido, nossa comecei meu dia muito bem, dei a partida e fui dirigindo em direção ao colégio e em alguns minutos eu tinha chegado lá, estacionei meu carro e vi que o carro de Justin já estava lá, desci do meu carro e caminhei para dentro da escola, os alunos me olhavam não tanto como ontem, mas ainda olhavam, caminhei até meu armário e abri ele, peguei meus livros e guardei na bolsa, quando eu estava saindo dali vi Justin vindo em minha direção, sorri pra ele e ele sorriu de volta
- bom dia Hannah - ele diz beijando minha bochecha
- bom dia Justin - disse tentando mostrar uma pouco de ânimo
- isso tudo é felicidade em me ver - ele ri e eu ri junto
- to com muita preguiça - falei - queria ter ficado em casa, mas não quero ficar faltado
- certa você e se você não viesse iria admirar as pernas de quem? - ele falou olhando de uma forma sexy para minhas pernas
- idiota - disse dando um tapa em seu braço 
- mas não acha essa blusa aberta demais? 
- ultima moda em Paris - ri mas ele continuo serio - foi a primeira roupa que peguei eu nem tomei café pra você ter uma noção, era capaz de eu dormir na mesa
- exagerada
- nem sou - falei rindo, percebi que aquela tensão entre a gente tinha passado, melhor, não queria perder a amizade dele
- minha mãe vai viajar para casa dos meus avós, queria saber se você queria dormir lá em casa
- dormir? - perguntei meio assustada
- sim 
- quando?
- ela vai hoje e volta domingo - ele fala na maior tranqüilidade
- mas eu teria que ficar quase uma semana na tua casa, não seria estranho?
- somos amigos, não tem nada de estranho nisso
- claro, amigos - disse de cabeça baixa - eu ligo pra minha mãe e perguntou pra ela, ai eu te aviso
- tudo bem - disse Justin sorrindo
[...]
Estava no refeitório sentada em uma das mesas, segurando lugar para as meninas, tirei meu celular da bolsa e disquei o número da minha mãe, na segunda chamada ela atendeu
aconteceu alguma coisa filha?
- não mãe - disse rindo - mas queria te pedir uma coisa
- peça 
- sabe aquele meu amigo, o Justin?
aquele que eu e seu pai achamos que é seu namorado, sim sabemos quem ele é - ela disse e eu ri
- então é que a mãe dele vai passar uns dias fora - pausa dramática - e ele queria saber se eu poderia ficar com ele em casa
dormir na casa dele Hannah? acha isso seguro?
- mãe - disse em um tom alto - Justin nunca tentaria nada comigo, ele é meu amigo
- ta filha - ela disse -  pode ir sim
- sério? - na boa, achei que minha mãe não iria deixar
sim, mas qualquer coisa que acontecer me avisa
- ta, ta e obrigada mãe
de nada, agora filha tenho que desligar, depois nos falamos, te amo
- também te amo
Minha mãe desligou e eu guardei meu celular na bolsa, estava tão feliz por poder passar uns dias com Justin quem sabe assim eu não conseguiria me aproximar mais dele. As meninas apareceram com seus lanche e com meu chocolate
- meninas o que vocês vão fazer sábado?
- que horas?- perguntou Emily
- a noite - eu disse
- nada - elas disseram juntas
- então, tenho um convite a fazer - disse e as meninas logo abriram um sorriso - sábado terá o desfile da nova coleção da minha mãe, e ela deixou eu levar algumas pessoas,querem ir?
- como assim, querem ir? - falou Aria - é obvio que a gente vai, meu sonho sempre foi ir a um desfile da sua mãe, mas eu nunca conseguia a entrada
- se depender de mim, vocês vão em todas, e eu tenho passe livre para os bastidores
- ai meu Deus, com que roupa eu vou? não sei o que vestir - falou Spencer
- calma gente, hoje ainda é quarta ainda temos bastante tempo pra escolher a roupa
- isso é fácil pra você né - diz Emily - que tem um closet do tamanho da minha casa
- não exagere - falei rindo - mas se quiserem podem pegar minhas roupas, tenho várias roupas que não usei até hoje
- ótimo, iremos na sua casa então - falou Spencer
- combinado - falei sorrindo
[...]
Estava indo ao estacionamento quando vi Justin falando com uma garota, o papo deles deveria ser engraçado já que a menina estava se abrindo mais que um pára-quedas, fiquei esperando eles terminarem a conversa e Justin veio até mim
- nova amiguinha? - perguntei séria
- tem alguém com ciúmes?
- eu com ciúmes? Never
- finjo que acredito, mas então falou com a sua mãe?
- sim - falei olhando pra ele - ela deixou - sorri e Justin logo abriu um sorriso
- ótimo, você vai que horas lá em casa?
- que horas posso ir?
- pode ir agora se quiser 
- nem tenho roupa garoto - falei rindo
- melhor assim, menos roupa mais diversão
- idiota - bati em seu braço - vai se divertir com a loirinha ali - falei apontando pra uma garota que não tirava os olhos dele
- peguei ela no inicio da aula, por isso ta me olhando
- você ficou com ela antes de me encontrar? - perguntei
- sim
- que nojo seu idiota, troca saliva com a garota e depois vem me beijar - disse brava - você é um nojo
- nojo nada, você bem que gostou da nossa troca de saliva
- nem vou te responder - falei caminhando até meu carro - vou na sua casa ao anoitecer
- irei te esperar - ele disse beijando minha bochecha, mas eu passei a mão limpando
- vai saber se não pegou aquela menina que você tava conversando
- boba - ele disse enquanto fechava a porta do carro pra mim - até depois
- até - falei sorrindo
Dei a partida e fui dirigindo até em casa, e em alguns minutos eu havia chegado em casa, subi ao meu quarto e fui arrumar minha mala, levaria só o básico pra dele, se precisasse de algo mais eu voltaria em casa pegar, não demorei nmuito pra arrumar minhas coisas.
[...]
- Maria avisa meus pais que eu já fui pra casa do Justin - disse passando pela cozinha
- vai fazer o que lá?
- dormir - falei e ela me olhou assustada - a mãe dele viajou e ele me convidou pra ir dormir lá, nada demais 
- usem proteção - ela falou rindo
- claro - disse irônica - até mais - disse beijando sua bochecha
- até Hannah
Sai da cozinha e fui ate a garagem, Peter não estava lá vi a luz do banheiro acesa, coloquei minha mala no porta malas e entrei, dei a partida e fui dirigindo até a casa dele, não deu nem cinco minutos e eu estava lá, a casa de Justin não havia um muro enorme como a minha, mas era uma bela casa, entrei com o carro e parei na frente da garagem, desci e peguei minha mala, fui até a porta e toquei a companhia, demorou um pouco, mas Justin logo abriu, ele estava de cueca e todo descabelado
- você? - ele me pergunta assustado
- sim, a gente tinha combinado essa hora, lembra?
- ah claro - ele diz a mão na nuca
Jus vem logo pra cá - ouvi uma voz feminina, não acredito ele ta com uma garota ali, idiota 
- desculpa atrapalhar, pelo visto você ta acompanhado
- e muito bem acompanhado - apareceu a garota que ele havia ficado de manhã, usando apenas calcinha e sutiã
- eu vou pra casa - disse me virando, mas Justin segura meu braço
- não Hannah, me desculpa mas eu havia me esquecido completamente
- claro né Jus, eu te fiz esquecer - ela diz passando a mão no abdômen dele, como ela tem sorte, não sabe como eu gostaria de estar no lugar dela
- Melanie vai embora - disse Justin
- mas Jus nem terminamos de brincar - ela disse com aquela voz de garotas mimadas
- Melanie é sério vai embora
- vai trocar isso - ela aponta pro corpo dela - por isso - aponta pra mim que usava um shorts, blusa de moletom de chinelo
- ela tem razão Justin - disse de cabeça baixa para ele não olhar diretamente em meus olhos e me ver chorar - pode ficar Melanie, a gente se vê amanhã na escola Justin
- Hannah não vai - disse Justin - Melanie dá pra você ir embora de uma voz cacete, não ta vendo que estou querendo ficar sozinho com Hannah
- nossa grosso, to indo - ela diz entrando na casa e logo voltou com sua mini saia e sua blusa com o maior decote que eu já tinha visto em toda a minha vida, Melanie saiu bufando e Justin pegou minha mala e colocou para dentro 
- desculpa atrapalhar Justin, se eu soubesse que ela estaria aqui eu nem tinha vindo, sou uma estraga prazeres mesmo - disse de cabeça baixa
- Hannah eu que sou um idiota, eu acabei me envolvendo com a Mel - então o apelido da vadia é Mel - e acabei esquecendo de você
- estou acostumada a ser esquecido - disse com um meio sorriso
- Hannah me desculpa mesmo - ele diz me abraçando, enterrei meu rosto em seu peitoral e senti o cheiro do perfume daquela vadia, me afastei rápido de Justin - o que houve? - perguntou Justin 
- você ta cheirando a Mel - disse dando ênfase em Mel
- o cheiro dela é bom - fechei a cara e ele me olhou rindo - mas o teu é mil vezes melhor, mas tudo bem, vou levar sua mala lá pra cima e tomo um banho rápido
- ta - disse sorrindo
Justin subiu para seu quarto e eu fui até a sala, o sofá estava uma bagunça enorme, havia roupas espalhadas pela sala, olhei em cima da mesa de centro e vi o celular de Justin, peguei e desbloqueei ele, vi que o plano de fundo era a foto de duas crianças, provavelmente os irmãos dele, eles eram tão lindos e bem parecidos com o Justin, queria muito ler as mensagens de Justin mas é errado,  não gostaria que ele lesse as minhas, mesmo não tendo nada demais, acho que se ele fizesse isso seria, larguei o celular dele de nova na mesa de centro e fiquei olhando cada detalhe daquela sala... Já fazia uns vinte minutos que Justin estava lá em cima, fiquei preocupada ne decidi subir, o andar superior havia um corredor com algumas porta, cinco se não contei errado, na primeira porta que entrei percebi que era o quarto do Justin, pela bagunça que estava, meus olhos correram pelo quarto até pararem na porta do banheiro sendo aberta e Justin saindo de lá sem cueca, fiquei paralisada olhando, não conseguia ter nenhuma ação
- Hannah - gritou Justin ne eu consegui me mexer e tapar meus olhos
- me desculpa Justin, você tava demorando e eu vim ver o que tinha acontecido - falei nervosa 
- calma - ele disse rindo, senti suas mãos tocarem as minhas e logo em seguida tirando dos meus olhos - pode abrir os olhos
abri meus olhos lentamente e agora ele usava uma bermuda - sério, me desculpa - senti minhas bochechas queimarem
- tenho que me acostumar com uma garota em casa -ele disse rindo - as que vieram aqui não me importava, já que elas já tinham visto tudo
- você é um nojo - disse empurrando ele para trás
- também te amo - ele diz me agarrando e me abraçando - e agora está melhor? - ele disse com aquela voz sexy e rouca dele, me arrepiei e ele riu
- bem melhor - disse em seu ouvido e logo em seguida dando um beijo em seu pescoço, senti Justin arrepiar - viu tenho poderes sobre você
- a maioria das garotas tem - ele disse e eu me soltei, não acredito que ele está me comparando a aquelas vadia
- Justin não me compare as garotas que você transa, odeio ser comparada - disse brava e ele se tocou na merda que tinha falado
- desculpa Hannah, não era essa minha intenção - ele disse se aproximando de mim - sou um idiota, não sei me controlar
- ta, ta - disse tentando sorrir pra ele - então vamos fazer o que?
- tava pensando em a gente pedir uma pizza e comer aqui no meu quarto
- ta - eu disse 
[...]
- para - disse rindo 
- vai dizer que não gosta disso? 
- não gosto não - disse a Justin que depois de comer varias fatias de pizza queria ficar beijando meu rosto - tua boca ta cheia de gordura - disse rindo
- então limpa pra mim - ele disse com a maior cara de safado
- peça pras tuas vadias limparem - disse empurrando ele e me levantando - vou tomar um banho, aproveite e limpe toda essa bagunça
- ta - ele diz sério
Fui até minha mala e peguei meu pijama, entrei no banheiro e o banheiro de Justin era mais organizado que seu quarto, nada de roupas espalhadas pelo chão, nada de cuecas, sua pia tinha vários cremes para cabelo e vários perfumes, cheirei seus perfumes e me lembrei do nosso primeiro beijo, foi tão mágico, parecia que naquele momento éramos só eu e ele no mundo, que tínhamos nascido um para o outro, mas como todo sonho uma hora ele acaba né, e o meu não demorou muito, tirei minha roupa e fiz um coque para meu cabelo não molhar, liguei o chuveiro, esperei a água ficar na temperatura que eu queria e eu entrei, senti a água escorrer em minha pele e toda aquela tensão que eu sentia ir embora, depois de alguns minutos ali, desliguei o chuveiro e me sequei, peguei meu pijama
- merda - disse a mim mesma , meu pijama era uma calcinha grande e uma regata colada (imagem), não sou do tipo de pessoa que dorme com muita roupa, hora de dormir é hora de eu me sentir livre, acho que Justin não iria se importar né, vesti meu pijama e escovei meus dentes, abri a porta e Justin estava deitado na cama vendo TV, ele estava concentrado na tv, então se eu saisse rápido ele nem iria perceber minha roupa, apaguei a luz do banheiro e sai rápido, mas quando estava na metade do caminho Justin  diz
- vai dormir assim? - ele me perguntou analisando todo meu corpo
- desculpa, não sou do tipo que dorme com muita roupa - disse rindo
- nem eu - ele disse rindo também - viu temos muito em comum
- é eu percebi, então vou dormir onde?
- aqui - ele diz batendo na cama 
- com você? nem pensar
- não vou fazer nada que você não queira - ele disse mordendo o lábio inferior
- ta, ta - disse me deitando ao seu lado - mas nem tente nada comigo, sou uma menina decente
- sei que é - ele diz chegando mais perto de mim - já disse que você tem o melhor cheiro? 
- não - disse hipnotizada por seus olhos cor de mel
- então, você tem o melhor cheiro - ele diz cheirando meu pescoço - a pele mais macia - ele fala acariciando minha pele - e os lábios mais gostosos que eu já provei - Justin se aproxima de mim e logo senti seus lábios tocarem os meus, senti as famosas borboletas no estomago, Justin tinha um enorme poder sobre mim, sua língua pediu passagem e eu cedi, sua mão esquerda foi para a minha cintura, me puxando para mais perto do seu corpo, passei minhas mãos por seu cabelo, bagunçando ele, Justin num movimento rápido me fez ir para cima dele, ele desceu suas mãos até meu bumbum e os apertava de uma forma feroz e ao mesmo tempo delicada, descolemos nossos lábios e Justin começou a distribuir chupões pelo meu pescoço, aquilo estava bom demais, gemi baixinho e vi Justin sorrir, ele voltou a beijar meus lábios, dei mais intensidade ao beijo e suas mãos foram para a barra da minha regata, Justin começou a subir ela devagar, vi que a coisa estava saindo do controle, então parei o beijo com vários selinhos, abri meus olhos e Justin estava com seus olhos fixos aos meus
- você disse que isso não ia acontecer mais - falei pra ele
- não posso fazer nada se não consigo me controlar perto de você - ele disse beijando meu pescoço
- acho melhor pararmos por aqui - disse saindo do seu colo - você tem que pensar na sua garota 
- ta - ele disse, me virei ficando de costas para ele e senti suas mãos irem para a minha cintura, me puxando fazendo nossos corpos se colarem - boa noite Hannah - ele diz num sussurro e logo em seguida beija meu ombro
- boa noite Justin